Você está visualizando atualmente Europa Coloca Hoje o Final Das Fronteiras Do ‘e-commerce’… As Organizações precisam Ver de novo Seus Preços

Europa Coloca Hoje o Final Das Fronteiras Do ‘e-commerce’… As Organizações precisam Ver de novo Seus Preços

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Negócios

Europa põe fim às fronteiras do comércio eletrônico. A comoção que se tem desta organização é que a norma não vai ter muito impacto. Mas, se, finalmente, se traduz em um comércio transfronteiriço em massa, haverá um problema operacional sério para as pequenas e médias organizações”, adverte Zimmerman. “Imagine-se que um e-commerce de Extremadura ou Canárias começa a ganhar muitos pedidos de clientes, polacos ou húngaros; os problemas que se lhes coloca serão múltiplas”. Entre eles indica o tópico logístico, em razão de, mesmo que a regra não obriga o vendedor a fazer um frete fora do povo em que tem o seu ecommerce, sim necessita deixar os pedidos que os compradores possam pegá-los.

“Quando isso acontece, eles têm tirado de teu estoque de alguns produtos, e Quando começam a ser ativados os 14 dias que estabelece a lei para essa finalidade? É evidente que tudo isso pode talvez gerar algumas complicações pras organizações”, acrescenta Zimmerman.

Fernando Aparicio, diretor de Amvos Digital, e Deixa de Martini, presidente do Instituto para o Desenvolvimento da Web (ISDI), concordam que o novo regulamento é um passo importante pela direção para a promoção de um mercado único europeu. De Pinedo diz que neste momento mesmo os preços da maioria dos e-commerce têm “um componente obviamente nacional, e, em diversos casos, anexam a logística, que é calculado dentro do espaço nacional, não regional.

  • 1989, A pomba branca, de João Mignon
  • Baixar o aplicativo do Whatsapp Business
  • Iriney se despede da torcida do Betis
  • 1994 É nomeado Presidente do Conselho de FISAC, até 2000 (Órgão de Cúpula da
  • O grupo de Santa Maria
  • Cameron poderia ter evitado o pagamento de impostos por uma herança de teu pai de 250.000 euros
  • 3 Padrão de negócio
  • Capital fornecido por proprietários

Isso definitivamente obrigue as corporações a tirar a logística do valor final em vários dos casos”. Aparicio De Pinedo assim como afirmam que as organizações espanholas devem doar-se conta de que, em diversas ocasiões, seus produtos têm uma vantagem competitiva em valor, em frente aos seus rivais europeus, e precisam estudar.

“Uma avenida”, sinaliza Aparicio, é usar as grandes plataformas online que operam em toda a UE (como Amazon, eBay e outros marketplace verticais), “que permitem vir de uma maneira econômica e eficiente pra centenas de milhões de consumidores europeus. Um item X comercializado em Portugal e pela Alemanha, tem mais oportunidades de ser mais barato no Brasil do que na Alemanha, o que vai atrair, deixe-me dizer, o interesse de um consumidor alemão, que procurará sempre adquirir pelo melhor preço possível”. A nova legislação europeia abre a porta pra outras perspectivas de negócio no sector da logística.

Zimmermann diz que se as compras transfronteiriças escalam é possível desenvolver repositórios específicos onde as empresas enviem os seus produtos até que se recolham, “mas contra a margem do ecommerce”. De Pinedo indica, por teu lado, que poderia encerrar construindo depósitos centrais em diferentes países, onde corporações logísticas locais levem os pedidos até o endereço do freguês.